BRASIL A BEIRA DA RECESSÃO

A operação lava-jato mostra o lado mais cruel da situação política e econômica brasileira, ilustrando uma série de práxis que comprometem uma verdadeira mudança no pensamento e no comportamento das pessoas.
A corrupção, a impunidade e um sistema criminoso organizado transformam o país, ao longo dos anos, numa zona de medo e descrença, até mesmo das pessoas mais influentes.
A atual crise financeira e o descrédito internacional apontam para o fascismo no controle de grandes empresas e suas relações com vermes infiltrados em cargos decisivos do governo federal.
A situação caótica no abastecimento de água e de energia elétrica, a acentuada e incontrolável inflação, a escalada da corrupção nos órgãos de poder nas três esferas representativas negam e implodem o discurso eleitoreiro petista, que se mostrou maquiavélico e inescrupuloso.
A conta será paga por nós, contribuintes, por um rombo criado por gestões desastrosas e permissivas. Enquanto isso, CPIs são criadas e os grandes mentores da ‘quebra’ da Petrobrás continuam imunes às delações premiadas. O preço, talvez, será pago por laranjas do esquema. Se presos, talvez nem cumpram metade da pena. Tudo isso são manobras para o fortalecimento e manutenção do projeto de poder da base governista.

Tudo tem um preço! Inclusive a farsa da atual gestão do Palácio do Planalto. Então, que venha a recessão...