PAZ PARA A POLÍTICA LUÍS-GOMENSE

Paz para a política luís-gomense
Luís Gomes é reconhecida como uma cidade pacífica, religiosa e acolhedora. Na atual corrida eleitoral o cenário, em termos, mudou de figura. O clima de rivalidade, discórdia e violência avança.
De um modo geral, o andamento das campanhas políticas não foge da normalidade, mas algumas cenas específicas, com motivação política, geram preocupação e espanto, com a forte incidência de calúnias, mentiras, ameaças e agressões.
A paixão política de alguns correligionários e simpatizantes extrapola o limite, a fronteira da tolerância e da diplomacia. A cegueira de alguns macula a paz e a tentativa de alto nível das eleições municipais, em caráter suplementar.
Agitadores e perturbadores da paz não representam a vontade da maioria, que desaprova atos de violência. Da mesma forma, o papel da polícia local, nesse período tenso, é de grande importância na contenção e coerção de desequilibrados e desordeiros.
Como protagonistas do processo eleitoral, é sensato e benéfico (mesmo que facultativo) que as candidatas se manifestem, abertamente, declarando nota de repúdio as quaisquer atos de violência com motivação política ou partidária. Nunca é demais promover a paz e o entendimento.
Nas redes sociais, o sendo do ridículo já foi amplamente superado. Intolerância e declarações desrespeitosas avançam como um tsunami. Bate-boca e brigas virtuais são praticadas aos montes. Onde está a plenitude democrática? Por que amizades se desfazem? Por que o ódio nos olhos? Para que tanto fanatismo desmedido? Em que medida isso contribui para Luís Gomes?
A política pressupõe uma disputa leal, responsável e equilibrada. Entretanto, alguns irresponsáveis querem conturbar o processo eleitoral. A pressão através do medo, da intimidação, do terror, da opressão, da violência não devem ser estimuladas, nem aceitas. Alguns a utilizam como manobra suja para confundir o eleitor, ou na tentativa de substituição ao voto de cabresto.
Se as palavras de ordem é reconstrução, renovação, mudança, trabalho e paz, as atitudes ou táticas de alguns que se dizem eleitores estão a anos-luz de distância desses objetivos.