SITUAÇÃO PEDE PACIÊNCIA E OPOSIÇÃO URGÊNCIA

LUÍS GOMES/RN – Os dois principais blocos políticos do município estão em clima péssimo, basta observar o comportamento e os discursos de partidários, correligionários e apoiadores.
A atmosfera parece ser de “olho por olho, dente por dente”! Nesse aspecto, não difere muito do que acompanhamos em gestões recentes. As recentes discussões tem, aparentemente, objeto os interesses da população, com um fundo enviesadamente político.
Hoje, de um lado, a atual administração pede paciência para o povo, para consertar a casa, para higienizar o espaço e para que os "caminhos se abram"... De outro, a oposição pressiona por resultados, ajustamentos e correção nas ações do executivo.
Sem consenso, sem afinidade, sem sintonia, as forças parecem remar em sentidos opostos, atitude essa que pode gerar dissidências, travamentos e perdas para a sociedade luís-gomense. É certo que o discurso das lideranças políticas se voltam aos seus interesses partidários, o fortalecimento dos grupos e a tentativa de enfraquecimento de opositores.
A tentativa agora é de influenciar, cada um com suas armas e estratégias, a opinião pública. Um pede paciência, outro cobra urgência. Qual argumento terá mais força? Qual deles terá maior sustentação? 
Enfim, desse jogo de palavras pode-se perceber que cada lado tem seus pontos fortes e fracos, suas verdades e contradições, suas “espadas e feridas”. No fim, pensando de forma prática, sairá na frente quem fizer o melhor uso da “lâmina” e suportar melhor a “dor”.