A LEITURA: UMA VIAGEM PELO CONHECIMENTO

Gêneros Literários Diversos - Pré-Escola. Primeira Sequência: Poemas para Cantar (Linguagem Musical). Introdução: Nesta sequência de atividades, além de ampliar seu repertório musical, as crianças podem conhecer um pouco mais sobre a canção, uma composição normalmente curta, que combina música uma melodia com poesia a letra.
Objetivos: 1 - Ampliar o repertório musical das crianças; 2 - Aprender a ouvir/apreciar músicas diversas; 3 - Conhecer alguns poemas ou obras literárias musicadas. Conteúdo específico: Escuta musical; Repertório musical; Poesia; Canções.
Material necessário: Você vai precisar de alguns livros e de um aparelho de som. Para a realização desta sequência, sugerimos algumas obras musicais com as características pedidas pela atividade: CDs: A Arca de Noé - volumes 1 e 2 (poemas de Vinícius de Moraes), Universal; De Paes para Filhos, de Paulo Bi (poemas de José Paulo Paes), MCD Records; Quero Passear, do Grupo Rumo, Palavra Cantada; Canções dos Direitos das Crianças, diversos artistas, Movie play.
Desenvolvimento das atividades
Ouvir canções em roda. Na primeira atividade, leve o aparelho de som e apresente para a classe o que escutarão juntos. Conte às crianças que algumas das canções que vão ser ouvidas foram originalmente escritas como poesia. Esse é o caso, por exemplo, das faixas que compõem o CD A Arca de Noé, cujas letras são de Vinícius de Moraes, que só ganharam o acompanhamento da música muito tempo depois de terem sido criadas.
Leia os poemas, textos ou letras das canções antes e também depois de ouvir a música. Procure deixar ao alcance das crianças, os livros em que estão os poemas ou textos musicados, para que eles sejam manuseados após a roda de leitura e música, e também em outros momentos do dia.
Ao fim de um período, todos devem saber cantar as músicas aprendidas, e podem cantar com a gravação. Faça com que a atividade de escutar canções e poemas musicados seja um momento especial: crie uma aconchegante roda de música, na própria sala de convívio diário, e realize esse encontro, por exemplo, duas ou três vezes por semana. Depois de conhecidas, as músicas passarão a fazer parte do repertório das crianças, e poderão ser tocadas e ouvidas em outros momentos do dia.
Avaliação
Quando a atividade envolve música, é importante que o professor não compare as aprendizagens, mas que consiga observar as características de cada criança dentro do grupo. Ao escutar uma canção, elas não manifestam seu prazer e seu interesse da mesma maneira. Nem todas dançam ou batem palmas; algumas preferem se manter atentas, apenas escutando, o que não significa não gostar do que ouvem.
É importante que o professor reconheça as manifestações de prazer e desprazer de seus alunos diante da música. Ele pode organizar rodas de apreciação musical, em que todos conversarão sobre suas músicas preferidas, sobre porque gostam ou não de determinada obra.
Com isso em mente, podem ser bons critérios de observação:
- As crianças incorporaram canções apresentadas na roda de música ao seu repertório? Cantam-nas espontaneamente?
- As crianças se interessaram em procurar e localizar os poemas/letras de canções nos livros?
- As crianças pedem, em outros momentos do dia, para que o professor toque as canções que escutaram na roda de música?

Segunda Sequência: Fenômenos da Natureza
Objetivos:
- Oferecer situações de discussão e experimentação.
- Identificar e entender alguns conceitos e suas variáveis, como objeto, fonte de luz e anteparo.
- Agir sobre o conceito a ser estudado, por meio de investigação, levantamento de hipóteses, verificação prática e registro.
Conteúdos: Luz e sombra; Procedimentos de pesquisa, observação e registro.
Materiais necessários: Lanternas, papéis diversos (cartolina, celofane, papel-manteiga, papel translúcido, papel-cartão, sulfite), máquina fotográfica, retroprojetor, lençol ou pano branco, TNT colorido e tecido grosso preto.
Desenvolvimento:
1ª etapa: Reúna todos numa sala e apague as luzes. Ilumine com uma lanterna as páginas do livro O Teatro de Sombras da Ofélia e leia para a garotada. É a história de uma senhora que tem a vida modificada depois que dá abrigo a um grupo de sombras. Estimule a discussão sobre por que e como elas aparecem. Elas só existem de dia ou de noite também? Nossa sombra fica sempre atrás de nós? Com essas informações, você já conseguirá saber o que o grupo conhece sobre o tema e que atividades poderão ser mais proveitosas para a turma.
2ª etapa: Com as hipóteses colocadas, proponha uma experiência. Desvie a lanterna para as mãos da meninada. Aproxime e afaste o facho de luz da parede, mostrando como a projeção diminui e cresce. Desligando a lanterna, levante a questão da dependência entre luz e sombra: uma existe sem a outra? É um bom momento para introduzir a nomenclatura correta, com palavras como objeto e anteparo. Depois de cada atividade, solicite que os pequenos registrem o que observaram, em relatos ou desenhos.
3ª etapa: Sugira brincadeiras como pega-pega de sombra, fotografia dela sobre diferentes superfícies (grama, terra, cimento) e manipulação do retroprojetor. Retome o livro de sombras sempre que houver interesse e converse sobre as situações. Com base nas questões levantadas, peça aos pequenos que elaborem hipóteses e as registrem no caderno.
4ª etapa: Organize experiências em grupo para testar as hipóteses cogitadas. Identifique com a classe as fontes de luz natural (primária) ou artificial (secundária). Coloque um objeto sob a luz do Sol e leve todos para observá-lo de hora em hora para ver o que aconteceu. Sugira que uma criança contorne a sombra no chão com giz. Outras podem anotar os horários de visita. Certamente surgirão discussões sobre por que ela muda de lugar, como ela cresce etc.
5ª etapa: Monte duas telas = uma com tecido grosso e outra com um bem fino. Acenda a lanterna do lado oposto ao que estão todos e peça que digam o que observam. Por que o anteparo feito com a trama fina deixa passar a luz e a grossa não? Explique o conceito e o fenômeno da absorção. Aproveite para introduzir a reflexão em superfícies como a do espelho e outras semelhantes. O que acontece quando a luz bate nelas? Será que as sombras precisam ser sempre pretas? Depois de ouvir as hipóteses, mostre papéis translúcidos e transparentes, colocando-os ora na frente da luz, ora entre a fonte e o objeto.
6ª etapa: Analise os registros e debata as hipóteses que foram comprovadas ou não. Tire conclusões com todos. Como escriba, anote tudo o que for dito e depois organize um relatório. Em roda, promova uma discussão coletiva sobre as conclusões tiradas dos experimentos que você registrou. Avaliação mantenha um registro de todas as fases da atividade, levando em conta indicadores como o uso dos novos termos aprendidos em situações de brincadeira, o modo como cada um lança mão de desenhos ou descrições e socializa suas ideias em grupo, o levantamento de questões e formas de investigá-las, a curiosidade e o envolvimento com o tema trabalhado.

Terceira Sequência: Leitura de Textos Informativos
Objetivos: Escutar a leitura de textos informativos feita pelo professor; desenvolver comportamentos leitores e escritores quando se quer saber mais sobre um tema.
Conteúdo (s): Familiarização com textos informativos: ler para saber mais; Exploração de diferentes fontes de informação e procedimentos de pesquisa.
Material necessário: Livros, revistas, enciclopédias, jornais e documentários (vídeo ou DVD).
Desenvolvimento:
1ª etapa
Separe o material pertinente ao estudo que será feito. Cuide para que o tema desperte o interesse dos pequenos, como animais marinhos. Verifique se as fontes são confiáveis, organize um acervo variado e garanta que algumas das leituras sejam feitas com o material destinado a adultos: revistas, jornais e livros científicos de circulação social.
2ª etapa
Faça uma breve leitura de um texto informativo ou apresente trechos de documentários (por exemplo, um filme que mostre a interação dos animais no ambiente marinho). Proponha uma discussão sobre os assuntos abordados e levante as dúvidas da turma. Divida um cartaz em duas colunas e escreva, de um lado, "o que queremos saber" e, no outro, "o que aprendemos". Registre comentários das crianças, as questões que não foram respondidas e as que devem ser retomadas.
3ª etapa
Recupere o que já foi registrado e leve um novo texto. Atue como leitor-modelo: compartilhe como se faz uso de índices, indique onde estão o título e o subtítulo e faça a leitura do material. Registre num novo cartaz as descobertas realizadas.
4ª etapa
Apresente outro texto. Leia o título para a turma antecipar do que se trata. Faça pausas e releia trechos sempre que julgar importante. Caso apareçam palavras difíceis, aposte na compreensão por meio do contexto. Após a leitura, estimule que todos façam comentários e avancem em suas hipóteses. Registre as descobertas.
5ª etapa
Disponibilize diferentes materiais sobre o tema e coloque no centro da roda: podem ser livros com fotos, matérias com curiosidades, fichas técnicas com as características físicas dos animais marinhos etc. Oriente todos a fazer buscas com base nas ilustrações. Estimule o manuseio do material, dando pistas de como buscar dados e ajudando-os a marcar as páginas selecionadas. Quando finalizarem, retorne à roda e socialize o que encontraram. O objetivo é que as crianças possam olhar o material e participar da busca da informação.
6ª etapa
Confronte as perguntas levantadas na 2ª etapa e as descobertas feitas. Retome os cartazes para refletir sobre quais dúvidas foram esclarecidas e o que teriam que continuar pesquisando.
Avaliação
Verifique se as crianças demonstraram interesse no processo de pesquisa, se avançaram em relação às hipóteses iniciais e se levantaram novas questões. O propósito da atividade é desenvolver o gosto por ler para saber mais, manusear textos científicos de circulação social e compreender que podem aprender muito com eles.
Flexibilização
A importância do acervo variado e da escolha de temas que façam parte do universo dos pequenos é crucial para a compreensão de crianças com deficiência intelectual. Na creche, todos ainda estão aprendendo a expressar-se e a adquirir autonomia. Por isso, é importante valorizar as habilidades e as limitações de cada criança. Aproximar a escolha dos assuntos das situações do cotidiano é fundamental. Diversifique os meios de acesso ao conteúdo na sala. Isso facilita o desenvolvimento da criança com deficiência. Capriche na interpretação ao longo da leitura do texto e leia pausadamente. Os pais da criança com deficiência intelectual podem reforçar a leitura em casa do texto indicado pela educadora e de outros textos. Fazer com que o pequeno reconte os conteúdos à sua maneira é um excelente exercício para que ele pratique a oralidade. Estimule a criança para que ela também faça observações junto dos colegas nas discussões na creche. Avalie se a criança conseguiu familiarizar-se com os livros e adquiriu noções sobre como manuseá-los.

Quarta Sequência: Linguagem Oral e Escrita
Objetivos: 1. Ampliar a coordenação viso-motora, na busca do desenvolvimento integral da criança; 2. Desenvolver vocabulário, linguagem e a comunicação entre os alunos; 3. Reconhecer, ler e escrever vogais encontros vocálicos e o alfabeto; 4. Desenvolver interesse e atenção por músicas, leitura, histórias e escrita.
CONTEÚDO: Linguagem oral: a) Ampliação do vocabulário; b) Ouvir, criar e narrar histórias oralmente; c) Conhecer diferentes modalidades de linguagem (história, poesias, piadas, músicas); d) Estabelecer trocas verbais com seus colegas e adultos - linguagem socializada - através de diálogo e não linguagem egocêntrica; e) Vincular o discurso oral com o texto escrito; f) Relatar desagrados, desejos e necessidades.
Linguagem escrita: a) Período Preparatório: traçar linhas (retas, curvas, sinuosas e mistas), desenho livre, labirinto, pintura, recorte, colagem, pontilhado, atividades gráficas, entre outras; b) Nome; c) Vogais: reconhecer, ler, traçar e escrever as vogais; d) Alfabeto: identificar visual e auditivamente as letras do alfabeto.
MATEMÁTICA - Objetivos:
1. Desenvolver e ampliar os conceitos matemáticos para que os alunos possam executar as atividades propostas com interesse, atenção e principalmente que ocorra assimilação e aprendizagem.
2. Identificar números, cores, formas geométricas, medidas, etc.
3. Desenvolver raciocínio lógico-matemático.
4. Desenvolver o processo de adição.
CONTEÚDO:
· Estruturas Lógicas: discriminação: semelhanças e diferenças; conjuntos; identificação/comparação.
· Numerais: revisão dos números (0 até 9), ideia de unidade, número 0 (zero), unidade e dezena, ideia de ordinal, números de 0 até 20, quantidades: igual/diferente, mais/menos, cheio/vazio.
· Operação com Números: adição: total até 9.
· Espaço e forma: traçado de linhas: curvas (aberto/fechado), posicionamento: frente/ atrás, em cima/embaixo, dentro/fora, longe/perto, primeiro/último, direita/esquerda; identificação de figuras geométricas (círculo, triângulo, retângulo, quadrado).
· Medidas: tamanho: maior/menos, grande/pequeno; espessura: grosso/fino, largo/estreito.
· Fração: inteiro/metade.
ARTES - Objetivos:
· Desenvolver a potencialidade criadora de cada aluno, respeitando suas naturais limitações.
· Desenvolver habilidades e formas próprias desenhando, pintando, construindo e modelando.
· Desenvolver o domínio de técnicas, instrumentos e procedimentos expressivos.
· Desenvolver a habilidade de discriminar cor, forma, dimensão, espaço, harmonia.

CONTEÚDO: Desenho, Pintura, Impressão, Recorte, Alinhavo, Tapeçaria, Colagem, Modelagem, Dobradura, Montagem, Construção.
CIÊNCIAS - Objetivos
1. Identificar as diversas partes do corpo e suas funções.
2. Formar bons hábitos de higiene e saúde.
3. Identificar o valor nutritivo e a procedências dos alimentos.
4. Identificar e observar o processo de germinação e crescimento das plantas.
5. Identificar, distinguir e caracterizar os animais.
6. Desenvolver habilidades como: observação, analise, descrição, classificação e medida.
7. Explorar o ambiente em que vive.
CONTEÚDO: As partes do corpo/Higiene e saúde/Órgãos do sentido; Alimento/Culinária; Plantas/Horticultura; Animais.
HISTÓRIA E GEOGRAFIA – Objetivos:
1. Adaptar a criança à escola e à vida social.
2. Promover condições de um convívio agradável.
3. Desenvolver atitudes de polidez, respeito e cooperação.
4. Adquirir habilidades sociais.
5. Compreender a necessidade da cooperação de todos os membros da família e da escola, entre si.
6. Desenvolver: atividades e conhecimentos sociais, habilidades de disciplina, independência e habilidades quanto ao trabalho.
CONTEÚDO: Eu/Família; Casa/Comunidade; Escola; Meios de Transporte/Meios de Comunicação; Datas Comemorativas: (Alguns exemplos) Carnaval, Páscoa, Dia do Índio, Dia das Mães, Festa Junina, Dia dos Pais, 07 de setembro, Dia das Crianças, Primavera, Dia da Árvore, Natal e outros.
ESTRATÉGIA: Atividades gráficas como desenhos, para pintura, recorte e colagem.
· Confeccionar cartazes, murais.
· Parlendas, poesias e etc.
· Histórias, músicas, vídeo e livros.
· Atividades com sucatas (ex.: embalagens).
· Jogos, brincadeiras.
· Tinta, pincel, cola, tesoura, papel de diferentes tipos, formas e cores.
· Revista, jornal e sucata.
· Barbante, lã, linhas, madeira, argila, algodão, gesso, garrafa, etc.
· Explorar o meio em que estamos.
· Horta.
· Passeios, excursões.
· Atividades com os próprios alunos.
· Festas, exposição, excursão ou passeios.

AVALIAÇÃO
Avaliação será continua e diária através dos trabalhos e atividades realizados pelos alunos, com a finalidade de desenvolver: criatividade, interesse, espontaneidades, autoestima, capricho, atenção, curiosidade, raciocínio, cooperação, companheirismo e a motivação.
CULMINÂNCIA: Organizar Sarau Literário.

Exemplificação: https://www.youtube.com/watch?v=bsPk12Dj7NQ

REFERÊNCIAS
http://oficinadeteatro.com/
http://www.metaforas.com.br/infantis/default.asp
https://www.youtube.com/watch?v=XT17aXSBcTY
https://www.youtube.com/watch?v=HyvOCoie1gc
https://www.youtube.com/watch?v=HRxCDOX0Dbo
https://www.youtube.com/watch?v=M-BBLeasYY4
https://www.youtube.com/watch?v=GMNopACAMus
http://revistaescola.abril.com.br/educacao-infantil/gestao/linguagem-oral-escrita-428161.shtml
http://revistaescola.abril.com.br/educacao-infantil/gestao/feira-livro-428191.shtml  
http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/eu-prefiro-boneca-423396.shtml
https://www.youtube.com/watch?v=bsPk12Dj7NQ
http://educadoraarletevidal.blogspot.com.br/2011/08/plano-de-aula-tema-variacoes.html
http://professorarozelia.blogspot.com.br/2011/03/textos-para-trabalhar-variacao.html
http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/colet_m1.pdf
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=18576
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=22430
https://contosdocovil.wordpress.com/2008/05/13/contos-de-edgar-allan-poe/
http://renascer-da-arte.blogspot.com.br/2009/04/os-varios-tipos-de-teatro.html
https://acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/40522/1/01d18t07.pdf
http://www.rea.net.br/educarede/2013/05/21/montando-um-espetaculo-de-teatro-na-escola/
https://arfn10.blogspot.com.br/2011/04/o-poder-construtivo-do-prefixo-inter-e.html
http://professorajuce.blogspot.com.br/2015/01/projeto-cantiga-de-roda.html
https://rodrigoeducar.wordpress.com/2013/05/10/textos-para-o-momento-leitura-deleite/
http://anais.anpuh.org/wp-content/uploads/mp/pdf/ANPUH.S23.0477.pdf
http://acervo.novaescola.org.br/lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/eu-prefiro-boneca-423396.shtml
http://www.dergsu.com.br/acontece_escolas_arquivos/Projeto%20Folclore%20guilhermino.pdf https://pt.slideshare.net/AdrianaGalhardi/projeto-ler-e-escrever-compromisso-de-todas-as-reas-histria
https://pt.slideshare.net/AdrianaGalhardi/projeto-ler-e-escrever-compromisso-de-todas-as-reas-geografia
https://pt.slideshare.net/AdrianaGalhardi/projeto-ler-e-escrever-compromisso-de-todas-as-reas-matemtica
https://pt.slideshare.net/AdrianaGalhardi/projeto-ler-e-escrever-compromisso-de-todas-as-areas-cieok
https://pt.slideshare.net/AdrianaGalhardi/projeto-ler-e-escrever-compromisso-de-todas-as-areas