ESTRADA DE FERRO LUÍS GOMES A MOSSORÓ

História – Luís Gomes está localizado num ponto estratégico ao se encontrar num dos extremos do estado do Rio Grande do Norte, no Alto Oeste Potiguar, avizinhando-se com os estados da Paraíba e Ceará.
Há várias décadas, o município de Luís Gomes fazia parte de um plano ousado de expansão econômica na região oeste potiguar, com a construção de uma estrada de ferro que ligaria Um sonho de alguns e um obstáculo para outros. Seria algo fantástico, uma infraestrutura arrojada e que traria amplo desenvolvimento para vários municípios oestanos, fortalecendo a agricultura, a pecuária, a cultura algodoeira e diversos outros negócios.
Houve duas tentativas concretas, como descreve o pesquisador Geraldo Maia. A primeira data de 1875, quando Luís Gomes ainda era um Distrito: “Em 1875 coube ao comerciante estrangeiro Jonh Ulrich Graff a solicitação dessa concessão, obtendo permissão através da Lei nº 742, para a construção de uma estrada de ferro ligando Mossoró a Luís Gomes, no limite com a Paraíba. Mais por falta de recursos, o projeto caducou” (Geraldo Maia).
A segunda investida ocorreu logo após a festa de independência político-administrativa de Luís Gomes, ainda com aroma de Champagne, em setembro de 1890. Assim como na primeira tentativa, as intenções eram comercias: “O decreto estadual nº 51, de 22 de setembro de 1890 concedia a João Pereira da Silva Monteiro, Francisco Lopes Ferraz Sobrinho e Augusto Severo de Albuquerque Maranhão, negociantes e capitalistas residentes na Capital Federal e neste Estado ou a companhia por eles organizada, privilégio por 50 anos, para a construção, uso e gozo de uma estrada de ferro de um metro entre trilhos que, partindo de Areia Branca, na embocadura do Rio Mossoró, dirija-se ao ponto mais conveniente da Serra de Luís Gomes, passando pelos municípios de Mossoró, Caraúbas, Apodi, Port’Alegre, Martins, Pau dos Ferros e Luiz Gomes”.
Infelizmente, em nenhum dos casos, das investidas houve sucesso. No entanto, o intento mostrava que haviam pessoas que pensavam grande, apostavam grande, estavam à frente de seu tempo, de alguma forma. Hoje, precisamos de gente assim, que surpreende a todos, que sonha e deseja coisas grandes!