ELEIÇÕES MUNICIPAIS EM 2018

Luís Gomes/RN – A Comissão de Constituição e Justiça, do Senado Federal, aprovou proposta do senador Renan Calheiros (MDB-AL) dentro da chamada reforma política, a controversa unificação das eleições. De acordo com esse entendimento, tanto as eleições gerais como as municipais devem ocorrer em 2018.
Se aprovada em mais duas votações no Senado, o que deve provavelmente ocorrer pela coalizão política, os atuais mandatos de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores se encerram no próximo ano.
Assim, as eleições serão unidas no ano de 2018. Os prefeitos e vereadores eleitos em 2016 terão um mandato “tampão”,  de apenas dois anos. Em 2018, então, todos os cargos eletivos disputarão, em um mesmo pleito as eleições gerais.
A comissão ainda decidiu, mesmo com as críticas, manter a reeleição no país, assim como os mandatos de quatro anos para os cargos eletivos. As datas para as posses também foram alteradas, sendo de prefeito em 05 de janeiro, governador em 10 de janeiro e presidente da República em 15 janeiro.
Os próximos capítulos dessa história prometem e, certamente, devem agitar os bastidores políticos, principalmente dos municípios. Em se tratando de algo inusitado, a definitiva aprovação da unificação das eleições pode reconfigurar o foco das administrações, acirrar discursos, promover novos debates e redefinir novas estratégias. Vamos aguardar...