PARÓQUIA DE LUÍS GOMES: CINE PAROQUIAL

O Cine Paroquial foi ideia do Padre Miguel Nunes. Em 17 de fevereiro de 1947 ele envia carta a Casa da União de Propagandistas Católicos (U.P.C.), com sede em Pouso Alegre, Estado de Minas Gerais, fazendo consulta sobre máquinas para projetar filmes.
A firma Carvalho & Cia, com sede em Recife, informava em 03 de novembro de 1947, ao Padre Miguel, que o custo de um projetor NATCO, modelo 3015, era de CR$ 19.500,00. Não se sabe ainda se logo depois disso o cinema foi instalado. A dúvida vem com um telegrama, de 07 de maio de 1948, enviado pela firma Pan-América Tecidos Ltda., com sede no Rio de Janeiro, ao Padre Miguel Nunes pedindo que ele informasse sobre o recebimento de fitas por ela enviadas, conforme memorando da empresa de 16 de setembro de 1947.
No tempo em que passou a funcionar já se podiam alugar filmes, mas era complicado devido à distância entre Luís Gomes e os centros que possuíam filmotecas. Mais adiante, em julho de 1948, a Firma Carlos Lamas, com sede em Natal, cobrava por carta, filmes que estavam emprestados ao Cinema Paroquial.
A sala de exibição era instalada no Salão Paroquial, no primeiro andar da atual Casa Paroquial. Quando o Padre Raimundo Caramuru passou a ser o vigário, em julho de 1955, não mais encontrou o Cinema em funcionamento.
Os assentos, já no tempo de Padre Osvaldo, eram parecidos com os antigos bancos da Igreja.
No mês de abril de 1967 existia outro com a denominação de Cine Paroquial “Dr. Xavier Fernandes”. Segundo Padre Osvaldo, Dr. Xavier era um deputado pertencente à família Fernandes de Fransquinha Lopes e teria sido ele o doador dos equipamentos. Nesse tempo os filmes já podiam ser locados na cidade de Souza. Os preferidos eram os de faroeste. As sessões eram exibidas sempre à noite. Uma sirene, semelhante à do Colégio Municipal, tocava quando abria para vender os ingressos e outra vez quando ia começar o filme. Aguinaldo Fernandes, ex-prefeito, foi um dos operadores da máquina projetora.
Num relatório de 03 de abril de 1972, Pe. Osvaldo informava que o Cine Paroquial se encontrava funcionando apenas aos domingos. Os filmes nesse tempo já podiam ser locados também em Pau dos Ferros. No mês de maio de 1979 se encontrava fechado por falta ou problema de maquinário. Mais tarde, em fevereiro de 1986, ainda existia, mas desativado por motivo da construção do novo prédio do Salão Paroquial. Não existiu depois disso (Luciano Pinheiro de Almeida).

LUÍS GOMES RN – O melhor e mais completo portal de notícias, opiniões e informações do município de Luís Gomes.