LUÍS GOMES PODE SER MAIS...

Todos os cidadãos são elementos importantes na mudança da sociedade que se deseja construir. Parece mesmo clichê, contudo mais uma vez se faz necessário refletir sobre a função da comunidade na tomada de decisões, no controle social, fazendo valer o seu poder e sua participação ativa.
Luís Gomes pode ser mais, mesmo diante das dificuldades. Se assim não fosse, não teríamos tanto a explorar, melhorar, conquistar, propor, diversificar, intensificar... Podemos ser mais na política, na agricultura, no turismo, na educação, na saúde, no esporte, na assistência social...
Entretanto, não se chega a resultados de alta qualidade sem uma sinergia e uma atitude que superem os medos e os costumes arcaicos, que modifiquem a pequenez de atos e egoísmos, que transcendam picuinhas, vaidades e inépcias.
Recentemente, certas homilias proferidas na Festa de Nossa Senhora Aparecida, na vizinha comunidade à Luís Gomes, e a cena ocorrida no Museu de Arte Moderna de São Paulo mostram um pouco sobre o comportamento dos cidadãos e a montanha que ainda se precisa transpor. Ainda é preciso mover montanhas!
Em relação ao primeiro caso, na Vila Aparecida, comentava-se aquilo que era de bom grado aos olhos de Nossa Senhora Aparecida, principalmente em termos comportamentais. Diante da reflexão algumas cenas facilmente seriam lembradas em termos individuais e coletivos: a perversidade, a violência familiar, a corrupção generalizada, a compra e venda de votos, a falta de compromisso pela vida e pela nação, entre outras imagens correlacionadas.
Em se tratando da nudez artística representada no Museu de Arte Moderna, é possível se perceber o atual estado de espírito de uma parte dos brasileiros, que sabem diferenciar o certo do errado, conhecem em parte os seus direitos e deveres, verbalizam suas opiniões e ideias, mas não são capazes de tomar uma atitude firme e contundente, na hora certa, contra aquilo que fere a dignidade humana, os valores morais mais caros à sociedade. Jamais deveria ser permitido uma criança tocar um homem nu, mesmo com viés artístico, mesmo que acompanhada de sua mãe, mesmo que a pós-modernidade incite novas experimentações. Ninguém impediu o episódio lamentável, apenas assistiram ‘taciturnos’.
Todos precisam rever seu espírito crítico, os luís-gomenses precisam também questionar momentos de passividade, submissões, servilismo, complacência e neutralidade. Quando se entoa um grito mais forte, mais longe pode ser ouvido. Quanto mais se exige mudanças, menos precárias são as condições de vida das pessoas. Quanto mais se questiona, mais a coletividade exerce seu poder, sua autonomia e sua liderança. Fica a dica! 
Cada um de nós compõe a sua história, cada ser em si, carrega o dom de ser capaz e ser feliz”.

PORTAL LUÍS GOMES RN – O melhor e mais completo veículo de notícias, opinião e informações do município de Luís Gomes.