LUÍS GOMES: BAIXO NÍVEL DE EFETIVIDADE

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN) divulgou relatório na última sexta-feira, com o Índice de Efetividade de Gestão dos Municípios do Rio Grande do Norte (IEGM), uma ferramenta inovadora destinada a mensurar a eficácia das políticas públicas municipais.
Dos 167 municípios do Rio Grande do Norte, apenas oito municípios conquistaram o índice “B”, que significa a existência de uma gestão efetiva. Há cinco faixas de classificação no IEGM: A, B+, B, C+ e C. Nenhum município potiguar conquistou o índice A (altamente efetiva).
O IEGM mede resultados em sete áreas estratégicas dos municípios: Educação (i-Educ), Saúde (i-Saude), Gestão fiscal (i-fiscal), Meio Ambiente (i-Amb), Governança em tecnologia da Informação (i-Gov-TI), Cidades Protegidas (i-Cidade) e Planejamento (i-Planejamento).
O município de Luís Gomes, na média dos critérios, recebeu a classificação “C”, que significa “baixo nível de adequação”. Os elementos apurados mostram que a “Serra do Senhor Bom Jesus” tem muito a melhorar em seus resultados, especialmente na correção de rumos e reavaliação de prioridades e consolidação do planejamento. Além disso, mostra que a pesquisa de ranking divulgada pela Folha de São Paulo, há alguns meses, colocando Luís Gomes em 48º lugar nacional, em relação a eficiência em saúde, educação e saneamento, não condiz com a realidade.
Ao todo, apenas oito municípios potiguares conquistaram o índice “B”, que significa a existência de uma gestão efetiva: Bodó, Lucrécia, Macaíba, Martins, Portalegre, Riacho da Cruz, Rio do Fogo e Taboleiro Grande.
Além desses destacamos mais alguns municípios: Natal recebeu “C+”, Mossoró “C”, Parnamirim “C”, Caicó “C”, Assu “C+”, Major Sales “C+”, José da Penha “C+”, Paraná “C”, Tenente Ananias “C+” e Riacho de Santana “C+”.

PORTAL LUÍS GOMES RN – O melhor e mais completo veículo de notícias, opinião e informações do município. Portal de Opinião, Informação e Crítica.